NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL DEFESANET


SEFA tem novo Secretário de Economia e Finanças

Cerimônia alusiva à transmissão do cargo foi realizada nesta quarta-feira (14), no Espaço Força Aérea, em Brasília (DF)

Defesanet | Publicada em 16/10/2020 10:30

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, nesta quarta-feira (14), a cerimônia militar alusiva à transmissão do cargo de Secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, do Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno ao Major-Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso. A solenidade, realizada no Espaço Força Aérea, em Brasília (DF), foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

Participaram do evento, ainda, o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira; o Comandante de Operações Aeroespaciais, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas; o Comandante de Preparo, Tenente-Brigadeiro do Ar Luiz Fernando de Aguiar; o Comandante-Geral do Pessoal da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Luis Roberto do Carmo Lourenço; o Chefe de Logística e Mobilização do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-Brigadeiro do Ar João Tadeu Fiorentini; e o Secretário de Coordenação e Organização Institucional do Ministério da Defesa, Franselmo Araújo Costa; além de Oficiais-Generais do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira, Comandantes, Chefes e Diretores de Organizações Militares.

Em razão das medidas de prevenção necessárias devido à pandemia do novo Coronavírus, a solenidade ocorreu de maneira a cumprir todos os protocolos previstos.

Após o ato de transmissão de cargo, o Tenente-Brigadeiro Damasceno discursou e agradeceu ao efetivo pelos trabalhos realizados. “Trabalhei com profissionais proativos que, por suas características com que enfrentam o dia a dia, nunca acumularam problemas. Por mais que eu possa tê-los identificado, é certo que não os resolvi sozinho. Os resultados alcançados são de uma equipe coesa e motivada”, disse o Oficial-General, que assumirá a Chefia do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER).

Durante a cerimônia, o Comandante da Aeronáutica destacou os desafios para ambos Oficiais-Generais em suas novas funções. “Tenho plena convicção de que os desafios à frente do Estado-Maior da Aeronáutica, para o Tenente-Brigadeiro Damasceno, não constituirão obstáculos, mas sim uma oportunidade de aperfeiçoar e construir soluções seguras. Ao Major-Brigadeiro Crepaldi, muito me tranquiliza constatar que a Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA) e a Força Aérea podem contar com um Oficial-General plenamente capaz de prover continuidade à trajetória percorrida até aqui", concluiu.

Desafio

O Major-Brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso, que assume a SEFA, salientou a satisfação pessoal e profissional em poder assumir a nova função. “Vamos dar continuidade ao trabalho que já vem sendo executado e garantir o apoio para todo o efetivo da Força Aérea”, declarou.

O Oficial-General é natural de São Paulo (SP). Foi declarado Aspirante a Oficial Aviador em 12 de dezembro de 1984 e promovido ao atual posto em 31 de março de 2017. Possui todos os cursos de carreira e, ainda: MBA em Gestão de Processos pela Universidade Federal Fluminense, Bacharelado em Direito e Especialização em Direito Público.

Dentre as principais funções exercidas estão: Chefe do Grupo de Acompanhamento e Controle Junto à Empresa Airbus Military, na Espanha, Chefe do Estado-Maior do Comando-Geral de Apoio, Gerente do Projeto FX-2 e Presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC) e Diretor do Departamento de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa. Possui cerca de 4.200 horas de voo e já recebeu 15 condecorações nacionais.

SEFA completa 48 anos

Nesta terça-feira (13), em Brasília (DF),  foi realizada a cerimônia militar alusiva ao 48º aniversário de criação da Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA). O evento foi presidido pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, acompanhado do então Secretário da SEFA, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno.

A cerimônia contou, também, com a presença do Comandante-Geral do Pessoal da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Luis Roberto do Carmo Lourenço; além de Oficiais-Generais da SEFA e de Organizações Militares subordinadas, entre outros militares e civis.

Segundo o Comandante da Aeronáutica, o dia é de rememorar as conquistas da SEFA. “Registro meus sinceros parabéns a todos os militares que se dedicam em suas funções na Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, atuando com muita responsabilidade e competência em cada tarefa, sempre em prol do crescimento e desenvolvimento da nossa Força Aérea”, destaca o Comandante.

Durante o evento, o Tenente-Brigadeiro Damasceno disse que, ao completar 48 anos de existência, a Secretaria celebra feitos e acontecimentos que moldaram a essência da Organização, visando ao objetivo finalístico da Força Aérea. "Com a postura proativa de nossos homens e mulheres, estamos inovando cada vez mais, por meio da consolidação do processo administrativo eletrônico e de busca incessante da padronização de inúmeros serviços", completou o Secretário da SEFA.

A cerimônia foi marcada com a entrega de diplomas de graduado, praça e servidor civil padrão, os quais, por suas qualidades e méritos, destacaram-se entre seus pares. Ocorreu, também, a imposição da Medalha Militar, que se destina a recompensar os bons serviços prestados pelos Oficiais e Praças, em serviço ativo. Durante a solenidade, foi realizada, ainda, a despedida de militares.

Em complemento ao 48º aniversário da SEFA, fez parte das comemorações a inauguração de fotografias na Galeria de Fotos da Secretaria.

Comandante da Aeronáutica recebe Ministro da Educação em visita institucional

Encontro ocorreu nesta quinta-feira (15), em Brasília (DF)

Por Tenente Cristiane E Coronel Denys | Publicada em 16/10/2020 10:45

Nesta quinta-feira (15), data em que é comemorado o Dia do Professor, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, recebeu, em Brasília (DF), o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, e o Secretário-Executivo do Ministério da Educação (MEC), Victor Godoy Veiga.

Também participaram da reunião o Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno; o Comandante-Geral do Pessoal da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Luis Roberto do Carmo Lourenço; o Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Major-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara; o Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica (GABAER), Major-Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic; o Chefe da Assessoria Parlamentar do Comandante da Aeronáutica (ASPAER), Brigadeiro do Ar Flávio Luiz de Oliveira Pinto; e os Assessores Especiais do MEC, Marcelo Mendonça e Diego Rodrigo de Souza Calixto.

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Bermudez, destacou a importância do encontro para a Força Aérea Brasileira (FAB). “Hoje é uma data especial que homenageamos professores e instrutores, tão importantes para as nossas escolas. Fico feliz com esta reunião, pois temos muitas áreas em comum. São parcerias entre a FAB e o MEC que perduram ao longo de anos na área de ensino", afirmou.

Na ocasião, o Tenente-Brigadeiro Lourenço fez uma apresentação da gestão da educação na FAB. "O ensino na Aeronáutica tem por finalidade proporcionar ao pessoal militar, da ativa e da reserva, e a civis, a necessária qualificação para o exercício dos cargos e para o desempenho das funções previstas na estrutura organizacional do Comando da Aeronáutica", informou. O Oficial-General apresentou, ainda, as principais características de cada instituição de ensino da Força.

Posteriormente, o Major-Brigadeiro Potiguara falou sobre o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), organização de ensino vinculada ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial. Ele abordou os grandes projetos que contaram com a participação do Instituto, como o F-39 Gripen, o KC-390 Millennium e o H-36 Caracal, além de trabalhos técnico-científicos de relevância. "O ITA destina-se ao preparo e à formação de profissionais, com a atribuição de colaborar com os diversos órgãos e instituições do País", destacou.

O Ministro da Educação agradeceu a apresentação e parabenizou a formação técnica proposta pelo Comando da Aeronáutica. "É isto que estamos precisando no Brasil, formação de mão de obra especializada. A Força Aérea faz isto muito bem. Pelos números apresentados, estão realmente de parabéns", acrescentou.

Adestramento conjunto prepara militares para atuação noturna


Por Mariana Alvarenga | Publicada em 16/10/2020 11:20

Guiar pilotos de aeronaves para disparo de armamento em instalações inimigas. Esse é o aprendizado do Adestramento Conjunto Específico que ocorre de 21 de setembro a 17 de outubro em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Nessa terça-feira (13), o exercício foi executado à noite, de modo a preparar os militares para as adversidades de um ambiente sem luz.

Para lidar com esse fator, os militares utilizam óculos de visão noturna e marcador infravermelho, que é um feixe laser invisível a olho nu, ajustável em potência e alcance, para indicar onde está o alvo em situação de pouca ou nenhuma visibilidade. Além disso, levam consigo uma prancheta para anotar as informações que serão transmitidas ao piloto e um mapa com as coordenadas. No avião, o piloto dispõe desse mesmo mapa, de modo a compreender os passos dados pelo militar em solo.

Chegado o momento da execução da atividade, a aeronave sobrevoa com luz vermelha na asa esquerda e verde na direita, para informar para qual direção se dirige. Na comunicação via rádio, militar em solo e piloto utilizam o alfabeto fonético para que não haja falha no entendimento. Tudo é detalhadamente treinado para que o piloto atinja o alvo com precisão.

O Comandante da Ala 5, Brigadeiro do Ar Luiz Cláudio Macedo Santos, acompanhou o adestramento junto com o piloto, na aeronave. "Percebemos o empenho dos militares envolvidos no Guiamento Aéreo Avançado, de modo que eles facilitaram o trabalho dos pilotos na identificação dos alvos e, consequentemente, a realização dos ataques", pontuou.

Ele destacou, ainda, as diferenças entre o treinamento à noite e o realizado durante o dia. "No período diurno, nós contamos com a identificação visual dos alvos e a descrição do guia é mais fácil. Um conjunto de árvores isoladas ou uma instalação, durante o dia, é percebido com muito mais clareza", disse ele.

De acordo com o Brigadeiro Macedo, as condições atmosféricas foram uma das adversidades que os militares tiveram que enfrentar. Ele explica que, nesse exercício, utiliza-se a luminosidade que a lua provê. "De acordo com os ciclos da lua, temos melhor visualização ou não. Nós tínhamos muita fumaça e pouca luz da lua, de modo que a atmosfera não estava adequada, mesmo com uso do óculos de visão noturna, prejudicando bastante a visualização", explicou.

O Brigadeiro ressaltou que, mesmo diante desses contratempos, que também podem acontecer em situações reais, os militares da atividade conseguiram atacar com êxito os alvos designados pelos guias em solo.

Simulador de voo

Antes de partir para a atividade em campo, os militares receberam instruções no simulador de voo. Nesse ambiente, grandes telas de projeção mostram o espaço aéreo semelhante ao percorrido em atuação real, em um voo a 400km/h.

No avião simulado, o manche detém o mesmo gatilho de disparo de armamento que as aeronaves de verdade. "Esse treinamento aqui é importante, porque permite ao aluno se colocar no lugar do piloto e saber qual é a visão que ele tem", destacou o Major Antônio Ramalho, gerente operacional do Adestramento.

Sintonia e confiança

No Guiamento Aéreo Avançado, a palavra que define a sintonia entre piloto e guia é confiança. Isso porque o ataque realizado pelo militar na aeronave é feito de acordo com a orientação daquele, em solo. Assim como o paraquedista precisa confiar no trabalho do dobrador do paraquedas, pois a maneira que esse é armazenado é crucial para a abertura e o sucesso do salto, assim também é a atuação do piloto que espera as coordenadas de um guia. Essa parceria é determinante para o êxito em destruir forças de superfícies inimigas.

PORTAL AEROFLAP


Akaer recebe visita da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (FAB)


Por André Magalhães | Publicada em 16/10/2020 14:42

O Grupo Akaer recebeu esta semana a visita de membros da COPAC – Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate da FAB (Força Aérea Brasileira). A COPAC é a responsável pelo gerenciamento do projeto FX-2, de compra dos caça Gripen E, que tem a participação do Grupo Akaer no projeto em conjunto com a SAAB.

O objetivo da visita foi a apresentação da Akaer e de todo o trabalho desenvolvido pela empresa no projeto Gripen ao presidente da COPAC, Maj Brigadeiro-do-Ar Valter Borges Malta.

A equipe de engenharia da Akaer vem trabalhando com o time de desenvolvimento da SAAB desde 2009 no Gripen e é uma grande satisfação ver a aeronave começar a voar aqui no Brasil.