NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL UOL


FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador


Agência Brasil | Publicada em 20/10/2020 18:31


A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D'Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro.

Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

REVISTA ISTO É


FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador


Agência Brasil | Publicada em 20/10/2020 19:31

A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro. 

O Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

A  Esquadrilha da Fumaça  foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB. O Esquadrão surgiu  com cinco aeronaves  (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).

Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

PORTAL G1


Esquadrilha da Fumaça faz apresentação no Rio


G1 Rj | Publicada em 20/10/2020

AGÊNCIA BRASIL


FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador

Esquadrilha da Fumaça também fez apresentação

Douglas Corrêa | Publicada em 20/10/2020 19:34

A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro. 

Para completar a homenage, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

A  Esquadrilha da Fumaça  foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB. O Esquadrão surgiu  com cinco aeronaves  (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).
Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

TV BRASIL


FAB faz homenagem ao Dia do Aviador, comemorado na sexta (23)


Repórter Brasil | Publicada em 20/10/2020 20:53

A Força Aérea Brasileira fez hoje (20) uma homenagem ao Dia do Aviador, que será comemorado na próxima sexta-feira, 23 de outubro.

Houve um concerto musical no espelho d`água do Museu do Amanhã, na zona portuária do Rio de Janeiro. A Esquadrilha da Fumaça também fez um sobrevoo sobre os principais pontos turísticos da cidade. O objetivo da FAB foi levar uma mensagem de esperança à população diante das dificuldades trazidas pela pandemia.

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14-Bis em Paris em 1906.

JORNAL O POVO (CE)


FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador


Agência Brasil | Publicada em 20/10/2020 19:40

A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro. 

Força Aérea Brasileira realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã. - Tomaz Silva/Agência Brasil

Para completar a homenage, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

A  Esquadrilha da Fumaça  foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB. O Esquadrão surgiu  com cinco aeronaves  (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).

Força Aérea Brasileira (FAB) realiza concerto em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB no Museu do Amanhã. - Tomaz Silva/Agência Brasil Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

DEFESATV


FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador


Marcelo Barros | Publicada em 20/10/2020 19:19

A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro. 

Para completar a homenagem, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

A  Esquadrilha da Fumaça  foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB. O Esquadrão surgiu  com cinco aeronaves  (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).

Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

PORTAL DEFESANET


C-390 Millennium recebe o Grand Laureate de Defesa concedido pela Aviation Week


Redação | Publicada em 20/10/2020 16:08

A aeronave de transporte multimissão C-390 Millennium, fabricada pela Embraer, recebeu hoje da revista Aviation Week os prêmios Grand Laureate, na categoria Defesa, e o Laureate Awards, na categoria “Melhor Novo Produto” de Defesa.

“O primeiro C-390 de transporte/reabastecedor, maior e mais sofisticada aeronave já desenvolvida pela Embraer, foi entregue à Força Aérea Brasileira em 2019”, escreveu a publicação no site da premiação.


“Receber um prêmio tão tradicional como o Laureate Awards é uma distinção muito significativa do trabalho excepcional realizado por todos os colaboradores da Embraer, ao reconhecer o mérito dos nossos engenheiros e a capacidade da nossa força de trabalho em executar com excelência o desenvolvimento de um produto tão avançado”, disse Francisco Gomes Neto, presidente da Embraer.

“A nova estratégia de negócios da Embraer tem foco no crescimento com aumento da rentabilidade e o C-390 Millennium desempenha um papel importante ao inserir a Companhia em um novo segmento de mercado”.

“Ficamos honrados com esta premiação, que é um reconhecimento da excelência dos nossos programas e desta aeronave, projetada para estabelecer novos padrões na categoria, que reúne desempenho excepcional e o menor custo de ciclo de vida no mercado”, disse Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

“O C-390 Millenium oferece maior flexibilidade e valor para os operadores que procuram uma aeronave para realizar missões de transporte aéreo e mobilidade aérea, entre outros.”

Desde sua criação, o Laureate Awards da Aviation Week homenageia conquistas extraordinárias e personalidades inovadoras que representam os valores e a visão da comunidade aeroespacial global e que mudaram a forma como as pessoas trabalham e se movem pelo mundo.

A Aviation Week reconhece as melhores realizações nos quatro pilares da indústria: Defesa, Aviação Comercial, Espaço e Aviação Executiva. Em 2009, a Força Aérea Brasileira (FAB) contratou a Embraer para projetar, desenvolver e fabricar a aeronave C-390 Millenium em substituição à sua frota de C-130.

As entregas para a FAB começaram em setembro de 2019. O C-390, que também foi adquirido recentemente pelo governo de Portugal, é um jato de transporte multimissão de nova geração que oferece mobilidade incomparável, rápida reconfiguração, alta disponibilidade e segurança de voo aprimorada, tudo em uma única e exclusiva plataforma.

A aeronave pode executar uma variedade de missões, como transporte de carga e tropas, lançamento aéreo de cargas e paraquedistas, reabastecimento aéreo, busca e salvamento, combate aéreo a incêndios, evacuação médica e missões humanitárias.


Voando mais rápido e agregando mais valor, o Millennium é a plataforma ideal para os principais cenários de utilização de uma aeronave de transporte aéreo. Um número minimizado de inspeções e uma filosofia de manutenção sob demanda, combinados com sistemas e componentes altamente confiáveis, reduzem o tempo da aeronave no solo e os custos totais da operação, contribuindo para níveis de disponibilidade excelentes e baixo custo do ciclo de vida.

O C-390 se beneficia de um moderno sistema de controle fly-by-wire com tecnologia integrada que diminui a carga de trabalho da tripulação e aumenta a segurança de sua operação. Além disso, o jato pode reabastecer outras aeronaves em voo, com a instalação de tanques internos de combustível removíveis, podendo também ser reabastecida em voo, proporcionando maior flexibilidade para missões mais longas.

Um sistema avançado de autodefesa aumenta a capacidade de sobrevivência da aeronave em ambientes hostis. Equipado com dois motores turbofan International Aero Engines V2500, aviônicos de última geração, uma rampa traseira e um avançado sistema de movimentação de carga, o KC-390 pode transportar até 26 toneladas a uma velocidade máxima de 470 nós (870 km/h), com capacidade de operar em ambientes austeros, incluindo pistas não pavimentadas ou danificadas. A aeronave pode transportar tropas, paletes, veículos blindados e helicópteros.

PORTAL AEROIN


Ouça o que disse hoje o chefe dos Controladores de Tráfego Aéreo do Brasil


Fabio Farias | Publicada em 20/10/2020

O Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues, enviou uma mensagem especial a todos os controladores de voo do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) no dia mundial da profissão, celebrado hoje, 20 de outubro.

O SISCEAB é o conjunto de órgãos e instalações de auxílios à navegação aérea, radares de vigilância, torres de controle, estações de telecomunicações, recursos humanos, entre outros. O conjunto tem como objetivo proporcionar regularidade, segurança e eficiência do fluxo de tráfego nos aeroportos e no espaço aéreo.

Na mensagem, o Tenente-Brigadeiro chama todos os controladores do país de protagonistas da aviação brasileira, que atuam com profissionalismo todos os dias do ano para garantir a soberania do espaço aéreo brasileiro. A data também foi destaque na Ordem do Dia na força militar, que propõe uma reflexão sobre a importância desse profissional para a segurança da aviação brasileira.

De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), atualmente 4,5 mil controladores de voo atuam em todo o Brasil, divididos em centrais espalhadas pelo país.

Desse total, 3,5 mil são militares e apenas 157 civis. Confira o vídeo com a mensagem do diretor-geral abaixo (espere carregar). Parabéns a todos os controladores de tráfego aéreo do Brasil.

PORTAL BLASTING NEWS BRASIL


Dias do Controlador de Tráfego Aéreo e do Arquivista são comemorados em 20 de outubro


Silvia Brasil | Publicada em 20/10/2020 11:30

O Dia do Controlador de Tráfego Aéreo e o Dia do Arquivista são comemorados em todo o Brasil no dia 20 de outubro. Separamos um pouco sobre a história da criação da data, por que ela é comemorada e quais os principais requisitos para se candidatar às vagas de Controlador de Tráfego Aéreo e Arquivista.

Controlador de Tráfego Aéreo: história da criação da data

O Dia do Controlador de Tráfego Aéreo é comemorado no dia 20 de outubro e tem como referência o primeiro encontro internacional de controladores de voo, realizado na Grécia, no ano de 1960.

Requisitos para se candidatar

Para se tornar um profissional desta categoria, o candidato necessita de participar de cursos e exames realizados na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR) e no Instituto do Espaço Aéreo (ICEA) e que aprimorem qualidades como concentração, atenção e rapidez de pensamento, além de um controle emocional com capacidade de se antecipar a imprevistos.

Serão avaliados pela sua capacidade e treinados para garantir a segurança e a habilidade de coordenar o tráfego aéreo em padrão internacional, em aceitação aos órgãos que os licenciam atuar em qualquer lugar do mundo.

Sua formação é permanentemente atualizada com cursos de capacitação, e são avaliados periodicamente de forma a garantir o nível de excelência exigido na profissão.

São os responsáveis por controlar os meios aéreos que transportam não somente vidas, bem como o transporte de órgãos humanos, além de movimentar a economia global. Apesar de toda a importância e responsabilidade que impõe a função, a profissão ainda não é regulamentada no Brasil e não tem o devido reconhecimento pela sociedade.

São duas as categorias deste profissional, os civis e os militares. No primeiro caso, são formados pela Escola de Especialistas de Aeronáutica em Guaratinguetá, a 176Km de São Paulo, e são regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). No segundo caso, eles não têm contrato de trabalho, mas uma função, sendo exigida a patente de Sargento da Aeronáutica como requisito para ingresso.

Em ambas as categorias é exigido o ensino médio completo. Para os militares, inicia-se o curso para Sargento da Aeronáutica e para os civis, um curso de controlador de voo, geridos pela Aeronáutica. O curso tem duração de dois anos onde o aluno passa por provas e exames psicológicos e ficará em sistema de semi-internato e é gratuito.

Há também a opção para os civis de ingresso na profissão através de concursos públicos da Infraero. O curso de duração de dez meses, é ministrado em São José dos Campos, a 91 km de São Paulo, e o profissional recebe uma bolsa-auxílio de 50% do valor devido ao cargo para o qual foi aprovado.

O que faz um Controlador de Tráfego Aéreo

O Controlador do Tráfego Aéreo monitora o tráfego de aeronaves, evitando que se choquem com outras aeronaves, e dá suporte aos pilotos em caso de problemas no voo. Também é de sua responsabilidade emitir autorizações de pouso e decolagem das aeronaves.

Eles trabalham nas torres de controle dos aeroportos.

Sua importância vai além dos fatos citados acima, pois é este profissional que garante a soberania do espaço aéreo que é exercida com o apoio dos meios aéreos da aviação de caça, o controle do fluxo aéreo nacional e participação nas missões de Busca e Salvamento.

Quase todas as questões envolvendo aviação civil no Brasil estão sob a responsabilidade dos militares, exceto a exploração comercial da infraestrutura dos aeroportos que segue sob a égide da Infraero.

OUTRAS MÍDIAS


PORTAL JUSDECISUM - Tenente-brigadeiro Carlos Augusto Amaral Oliveira toma posse como novo ministro do STM


Stm - Superior Tribunal Militar | Publicada em 20/10/2020

O plenário do Superior Tribunal Militar (STM) deu posse a um novo ministro da Corte, na tarde desta segunda-feira (19). O tenente-brigadeiro do ar Carlos Augusto Amaral de Oliveira ocupará, a partir de hoje, uma das três cadeiras reservadas à Aeronáutica na composição do Tribunal.

O recém-empossado substitui William de Oliveira Barros, que ficou no STM por 13 anos e se despediu da corte no dia 30 de setembro.

A cerimônia ocorreu no Gabinete da Presidência e contou com a presença restrita de convidados em função das medidas de distanciamento social por conta da pandemia do coronavírus. As demais autoridades e familiares do empossado acompanharam a Sessão Solene de Posse através do canal do YouTube do STM.

A recepção ao magistrado foi realizada pelo também ministro do STM Carlos Vuyk de Aquino. Em seu discurso, foram relembrados momentos da carreira de Carlos Amaral, seus destaques nos diversos cursos que realizou, assim como importantes funções e unidades que comandou.

Novo plano de voo

O mais novo ministro do STM iniciou suas palavras ressaltando a honra e alegria de tomar posse na corte mais antiga do Brasil, começando mais uma etapa do que nomeou como “novo plano de voo” da sua vida. Reforçou o estimulante desafio de buscar aprender ainda mais e contribuir com a missão do STM, mas lembrou quão complexa é a tarefa de julgar os semelhantes, pois o ser humano é complexo.

O tenente-brigadeiro Carlos Augusto Amaral frisou a importância do escabinato que, com sua composição mista entre juízes das áreas jurídica e das armas, mescla conhecimentos adquiridos ao longo de décadas e profissionais experientes.

“Agradeço a Deus e peço a sabedoria de não me desviar do rumo de ser um homem de bem e um instrumento de justiça para os que dependerem do meu julgamento. Que a independência necessária ao bom juiz não signifique a arrogância de achar que somente eu estou certo”, reforçou o ministro.

O novo ministro reafirmou que toda a sua energia estará comprometida com a tarefa e que espera ser eficaz, pois a solução demorada e muitas vezes prescricional das demandas não pode ser considerada prestação jurisdicional, frustrando aqueles que vêm buscar a solução das suas demandas. De acordo com ele, e no caso da JMU, a agilidade é fundamental, já que os envolvidos têm suas carreiras interrompidas ou suspensas e urgem soluções para dar seguimento a suas vidas.

“Por fim, reafirmo o compromisso que realizei por ocasião da sabatina feita no Senado e hoje, nesta casa, de manter-me dentro da legislação existente, em especial a Constituição Federal, bem como zelar para a elevação dos valores pétreos do estamento militar e da sociedade brasileira, mantendo o elevado nome da JMU”, concluiu o ministro.

Carreira antes do STM

Antes de ser indicado para compor a corte do STM, o tenente-brigadeiro do ar Carlos Augusto Amaral ocupava o cargo de chefe do Estado-Maior da Aeronáutica.

Natural do Rio de Janeiro, o novo ministro exerceu diversas funções em cerca de 40 anos nos quais se dedicou à Força Aérea Brasileira. Dentre eles, cabe ressaltar: gerente do Projeto Radar na Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate; Comandante da Academia da Força Aérea (AFA); chefe da Delegação Brasileira junto ao Conselho Internacional de Desporto Militar (CISM); diretor-geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial e secretário-geral do Ministério da Defesa.

Dentre os cursos operacionais realizados ao longo da carreira, estão o de tática aérea e o curso de caça, sendo qualificado como líder de esquadrão. Possui aproximadamente 3.000 horas de voo, das quais mais de 1.000 em aeronaves de caça. Além da carreira como militar da Força Aérea Brasileira, o novo ministro é bacharel em direito pela UnB e pós-graduado em análise de sistemas pela PUC-Rio.

PORTAL DIÁRIO CARIOCA - FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador


Agência Brasil | Publicada em 20/10/2020 19:51

A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro. 

Para completar a homenage, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

A  Esquadrilha da Fumaça  foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB. O Esquadrão surgiu  com cinco aeronaves  (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).

Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

PORTAL ASSUNTOS MILITARES - Força Aérea Brasileira faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador


Ricardo Pereira | Publicada em 20/10/2020 20:41

A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro.

Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.

O Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

A Esquadrilha da Fumaça foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB.

O Esquadrão surgiu com cinco aeronaves (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).

JORNAL DE JUNDIAÍ - FAB faz concerto no Rio em homenagem ao Dia do Aviador


Agência Brasil | Publicada em 20/10/2020 18:47

A Força Aérea Brasileira (FAB) executou hoje (20), no Espelho D´Água do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, o concerto musical O Amanhã nas Asas da Força Aérea Brasileira, em homenagem ao Dia do Aviador e Dia da FAB, celebrados em 23 de outubro. 

Para completar a homenagem, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido como Esquadrilha da Fumaça, realizou sobrevoos nos principais pontos turísticos da cidade, como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, com passagem pelo Museu do Amanhã. O objetivo da festa foi levar uma mensagem de esperança à população do Rio de Janeiro diante das dificuldades da pandemia.

A  Esquadrilha da Fumaça  foi criada em 1952 e tem uma rica história de divulgação da aviação, do voo acrobático e do trabalho da FAB. O Esquadrão surgiu  com cinco aeronaves  (T-6 Texan, T-24 Fouga Magister, T-25 Universal, T-27 Tucano e A29 Super Tucano).

Dia do aviador

O dia 23 de outubro foi instituído como o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira por ser a data em que Alberto Santos Dumont realizou o primeiro voo com o 14 BIS, o aparelho mais pesado que o ar. O fato histórico ocorreu no Campo de Bagatelle, em Paris, em 1906, quando o brasileiro percorreu 60 metros, voando a cerca de dois metros do solo, perante mais de mil espectadores e da Comissão Oficial do Aeroclube da França.